O maior ignorante é aquele que julga sem saber o verdadeiro valor das pessoas.

  1.   zaluzejos:

Não, ninguém me disse. Eu procuro prestar atenção e entender o motivo para que você esteja tão a salvo desse jeito. Eu encaro o espelho e enxergo tantas interrogações em minha própria testa, enquanto você mergulha em meus olhos e fala sem titubear, com uma coragem tão grande que desconfio ser desconhecimento. Não tenho que colocar certeza em nada que vier de nós. Qualquer passo dado por mim tem tendência a estragar aquilo que não vejo, que não interpreto. E você é uma eterna incógnita, você me deixa intrigada por não se esforçar para descobrir um tanto que seja do mistério que eu faço questão de esconder nas mãos. Às vezes você me encontra de surpresa, chega rápido, me puxa pela cintura sem nenhum receio, sem tremer, sem nenhuma dúvida de que eu quero ser sua. Me beija com confiança, como se soubesse das minhas dívidas, dos meus segredos. Me comprime em seu corpo e fecha os olhos, e tudo o que eu entendo é que você não precisa saber muito sobre mim para dividir sua noite. Você vem me falar tantas coisas que soam como promessas eternas e eu estou aqui a desviar os olhos, a apertar os lábios, levantar a sobrancelha. Mas você nunca me pergunta por que, como, onde, quando. Você não se deixa atrair pela armadilha e é assim que eu vou me desmontando, chorando calada em seu obro, pedindo seu abraço apertado e sentindo que, enfim, sou capaz de abraçar o meu mundo. Não sei ao certo, mas só porque você me deixa em paz com meu silêncio, me dá vontade de gritar. Vontade de instigar cara a cara: Fique com raiva, queira descobrir minhas antigas histórias de amor, invada minha privacidade, reclame da minha discrição. Mas não tenho peito contra você, que nessa naturalidade de cavaleiro heroico foi retirando as cinzas da fogueira e deixando só o fogo. Você foi me rondando, me cercando e me prendendo enquanto não tinha a intenção de fazer isso. E eu fui deixando, sem querer, caindo, algemada, amando, presa, completamente intencionada.
(Zaluzejos)

    Full image link →

    zaluzejos:

    Não, ninguém me disse. Eu procuro prestar atenção e entender o motivo para que você esteja tão a salvo desse jeito. Eu encaro o espelho e enxergo tantas interrogações em minha própria testa, enquanto você mergulha em meus olhos e fala sem titubear, com uma coragem tão grande que desconfio ser desconhecimento. Não tenho que colocar certeza em nada que vier de nós. Qualquer passo dado por mim tem tendência a estragar aquilo que não vejo, que não interpreto. E você é uma eterna incógnita, você me deixa intrigada por não se esforçar para descobrir um tanto que seja do mistério que eu faço questão de esconder nas mãos. Às vezes você me encontra de surpresa, chega rápido, me puxa pela cintura sem nenhum receio, sem tremer, sem nenhuma dúvida de que eu quero ser sua. Me beija com confiança, como se soubesse das minhas dívidas, dos meus segredos. Me comprime em seu corpo e fecha os olhos, e tudo o que eu entendo é que você não precisa saber muito sobre mim para dividir sua noite. Você vem me falar tantas coisas que soam como promessas eternas e eu estou aqui a desviar os olhos, a apertar os lábios, levantar a sobrancelha. Mas você nunca me pergunta por que, como, onde, quando. Você não se deixa atrair pela armadilha e é assim que eu vou me desmontando, chorando calada em seu obro, pedindo seu abraço apertado e sentindo que, enfim, sou capaz de abraçar o meu mundo. Não sei ao certo, mas só porque você me deixa em paz com meu silêncio, me dá vontade de gritar. Vontade de instigar cara a cara: Fique com raiva, queira descobrir minhas antigas histórias de amor, invada minha privacidade, reclame da minha discrição. Mas não tenho peito contra você, que nessa naturalidade de cavaleiro heroico foi retirando as cinzas da fogueira e deixando só o fogo. Você foi me rondando, me cercando e me prendendo enquanto não tinha a intenção de fazer isso. E eu fui deixando, sem querer, caindo, algemada, amando, presa, completamente intencionada.

    (Zaluzejos)

    Source: zaluzejos

    1. fuhreer reblogged this from zaluzejos and added:
      Não, ninguém me disse. Eu procuro prestar atenção e entender o motivo para que você esteja tão a salvo desse jeito. Eu...
    2. adriamanoela reblogged this from desapegar-se
    3. faleiproespelho reblogged this from vontades
    4. cadaescolhaumarenuncia reblogged this from zaluzejos
    5. homeiswathever reblogged this from doce-adocar
    6. da-janela reblogged this from zaluzejos
    7. doce-adocar reblogged this from decifrar-me
    8. pensamentosinvisiveis reblogged this from misteriosdacarne
    9. sincerosrabiscos reblogged this from misteriosdacarne
    10. misteriosdacarne reblogged this from tormentu-m
    11. mnsrv reblogged this from trytojustify
    12. nordestinaa reblogged this from t-h-e-c-a-l-e-n-d-a-r
    13. rirmar reblogged this from zaluzejos
    14. prapoderfalardeamor reblogged this from correntes-de-ar
    15. onlysincerity reblogged this from zaluzejos
    16. docebrisadomar reblogged this from zaluzejos
    17. meuanjodaguardaperfeito reblogged this from morenass-a
    18. clausura reblogged this from zaluzejos
    19. des-encontrado reblogged this from zaluzejos
    20. juhuppes reblogged this from messages4u
    21. whyysoserious reblogged this from droptothehigh
    22. a-escondida reblogged this from zaluzejos
    23. rainingfeelings reblogged this from zaluzejos
    24. forgive26december reblogged this from desapegar-se
    25. getasourceofhappiness reblogged this from escapepoint
    26. enklevers reblogged this from desapegar-se
    27. shewillbelove reblogged this from desapegar-se
    28. rosa-radioativa reblogged this from zaluzejos
    29. thagm reblogged this from desapegar-se
    30. teu-refugio-meu reblogged this from minhasbrancascartas
    31. amongthe-stars-i-mfloating reblogged this from filipev
    32. filipev reblogged this from zaluzejos
    33. kinhasheart reblogged this from desapegar-se
    34. imissyoursweetsmile reblogged this from zaluzejos
    35. cinzasdotempo3 reblogged this from zaluzejos
    36. villike reblogged this from desapegar-se
    37. aleem-das-palavras reblogged this from desapegar-se